4 de ago de 2010

Todo mundo tem problemas

Eu queria ter uma varanda
daquelas que se vê em filmes,
com cerquinha branca e flores no beiral,
e deitar numa espreguiçadeira
sem ninguém por perto
fumando de olhos fechados
com um fone bem potente no ouvido
tocando músicas que todos julgam meio deprê
mas que são ideais quando se quer refletir
E as ondas sonoras ajudariam
a fazer com que, só por um momento,
tudo fosse embora na fumaça do cigarro
como um incenso oferecido a deus nenhum.