2 de fev de 2009

Willkommen

Mas esse é o erro do vício
é uma parte da oração das prostitutas
O segundo passo
é perceber que encontrou
algo que precisava,
o mundo fica mais completo

O erro do vício
é exatamente a segunda vez:
o segundo passo,
o mundo preenchido
por algo que não conhecia
Esse é o erro do vício

O terceiro passo
é achar que tem o controle
Você não está no comando
Não vai conseguir
parar quando quiser

É assim a oração das prostitutas,
pedir a benção pro pecado.

Meu Copperfield

Eu passo horas
tentando
desvendar
seus truques
mágicos
Querendo saber
como você consegue
me encantar tanto

Oito

Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!
Toda vez que o telefone toca
o meu coração dispara:
pode ser você!

Entre marolas

Nós somos dois turrões
Eu só queria saber a sua opinião
Você só queria dar um mergulho
Eu tinha medo de me afogar
Mas há certas coisas
Que só se faz a dois
Às três da madrugada
E com aquela música de fundo

Você gosta de ver os sol nascer na praia
Eu gosto de dormir até às onze
Nós dois não gostamos de perder
E mesmo assim gostamos de apostar alto
Mesmo quando sabemos que não temos chances de ganhar

Nós somos dois inconseqüentes
Nós dois sabemos que morrer de rir
É morrer feliz