30 de out de 2012

Sem título

Joguei todas as iscas que tinha no bolso
tentei te pescar mas só sobrou o encanto
nesse mar de amor e alvoroços

Joguei todas as fichas que podia apostar nesse jogo
blefei o quanto pude nesse mesa de cartas marcadas e razão sem juízo
Ouro de tolo

Os olhos dele tinham o desespero encantador
de quem tem urgência e esperança
Sábios são os outros

Corre, vai pra pra casa antes que chegue a tempestade
Vem que o chocolate quente te espera
na mesma xícara de antes