7 de dez de 2009

Logo de cara

Logo de cara eu senti teu perfume
bater na minha porta
como se fosse um absurdo
me invadiu num sussurro
e me seduz em arrepios